Bem aventurado os pacificadores

domingo, 29 de abril de 2012

TEXTO: Mateus 5.9

Todos querem ser felizes. Por isso Jesus mostrou os princípios que devem nos reger para uma vida assim. Hoje veremos a 7ª bem-aventurança. Saltaremos a 6ª para colocar a 7ª junto à 5ª, pois tratam da reconciliação entre pessoas.

1- Qual o princípio espiritual contido nesta bem-aventurança?

É o princípio da reconciliação com aquele contra quem pecamos. Ou ainda, é o princípio de procurar, de todas as maneiras possíveis, promover a reconciliação entre pessoas que estão separadas.

Ser pacificador não significa evitar conflitos ou fugir dos problemas. Também não significa ceder sempre, desistindo e permitindo que as pessoas passem por cima de você.

O pacificador é aquele que busca solucionar conflitos, reconciliar, restaurar o relacionamento entre as pessoas: tanto dele com outros, ou de terceiros entre si.

Consertando com outros:
Quando peco contra alguém, ou sei que meu próximo tem algo contra mim, o que Jesus nos ensinou a fazer? Mateus 5:21-26 nos mostra os 6 passos para a reconciliação com o próximo e com Deus: 1. Lembre; 2. Deixa; 3. Vai; 4. Reconcilia-te; 5. Volta; 6. Faze a tua oferta.

Procurando reconciliar terceiros:
Podemos ser pacificadores quando, ao ouvir determinado comentário ou palavra sobre alguém, tomamos a atitude correta:
- No caso de uma palavra má a respeito de outro – não propagar.
- No caso de uma boa palavra a respeito de outro – ser um retransmissor.

2- Quais as consequências da violação deste princípio?

- No caso pessoal:
Sentimento de culpa; condenado por outros, e insegurança.

- No caso de terceiros:
Maledicência, e separação dos irmãos.

3- Quais as bênçãos decorrentes da obediência a este princípio?
- “Os pacificadores serão chamados filhos de Deus.” Isto é, as pessoas verão a realidade de sua fé. Isto é o que evidencia o genuíno cristianismo.
- A comunhão com Deus é restabelecida. E a paz que excede a todo entendimento é derramada em nossos corações.

4- Quais as citações feitas por Jesus no corpo do Sermão do Monte?

Mateus 5:21-26 – “se você se lembrar que teu irmão tem algo contra ti…”.
Mateus 5:43-48 – “amai os vossos inimigos”.
Mateus 7:1-6 – depois de tirar primeiro a trave do meu olho, posso então ajudar a tirar o cisco do olho do irmão.

Conclusão: Saiba qual é a maior abominação para Deus – Provérbios 6.16-19.

Aplicação pessoal:

1. Há relacionamentos quebrados em sua vida? Você conhece pessoas que enfrentam este mesmo problema?
2. Como você pode ser um pacificador em seus próprios relacionamentos e também ajudar os demais?

Pr. Carlos Alberto Bezerra